Prefeito Leone Maciel anuncia que Estação de Tratamento de Esgoto fica pronta em dois anos

Na manhã desta sexta-feira, 27, o prefeito Leone Maciel e o presidente do Serviço Au-tônomo de Água e Esgoto (SAAE), Arnaldo Nogueira, lideraram uma visita até as obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e depois à Estação de Tratamento de Água (ETA) – Sistema Rio das Velhas. Acompanhados de secretários municipais, vereadores e convidados, o prefeito anunciou que a ETE fica pronta em até dois anos, mas pode sair em até 18 meses.

A empresa vencedora do processo licitatório e que já trabalha na construção da ETE é a Prefisan. Estão garantidos os recursos, via Ministério das Cidades – PAC Saneamento Básico – para a construção do empreendimento. “Uma obra da ordem de R$ 70 mi-lhões. Nesse início de ano conseguimos a liberação da licença ambiental da Supram para iniciarmos a construção com um recurso oriundo de fundo perdido. Esta foi uma grande conquista”, comenta o prefeito.

A ETE será construída na comunidade de Areias, após o bairro Tamanduá. Atualmente Sete Lagoas tem 95% de cobertura de rede coletora de esgoto e 99% de rede de distri-buição de água. O empreendimento será construído em uma área de 111.793 m² e terá uma única unidade para atender as duas bacias hidrográficas da sede do municí-pio. Haverá transposição de uma bacia para outra através de estação elevatória de esgoto bruto.

O empreendimento foi projetado para atender uma população de 227 mil habitantes, com o horizonte final para o ano de 2033, quando é estimada uma população de 298 mil habitantes em Sete Lagoas. O sistema de tratamento será constituído de tratamen-to preliminar, reatores UASB, filtros biológicos, decantadores e desidratação de lodo. A ETE é uma importante obra para a melhoria das condições sanitárias e ambientais do município e consequente melhoria da qualidade de vida da população.

“Estamos colhendo os frutos que plantamos em 2007/2008, na nossa primeira gestão. A ETE vai tratar o esgoto domiciliar de toda cidade. Esta é uma realização de um enorme ganho ambiental de toda região. Nesta manhã, visitamos obras e realizações reforçando que Sete Lagoas é o melhor lugar para se investir em Minas Gerais”, avalia o prefeito Leone Maciel.

Com investimentos, ETA produz 10 milhões de água/dia

A comitiva seguiu para a Estação de Tratamento de Água (ETA) – Sistema Rio das Velhas, em Funilândia. A transformação pelo qual passou o empreendimento foi demonstrada em números e ações efetivas que fizeram com que a ETA funcionasse de verdade após o início dos trabalhos da atual administração, no ano passado. “Se em

Janeiro de 2017 a vazão era de 216 mil litros/hora, hoje são enviados cerca de um milhão de litros/hora, o que corresponde a 10 milhões de litros de água/dia. A ETA só foi possível operar com maior capacidade após uma série de medidas emergenciais, negligenciadas pela administração passada”, afirmou Arnaldo Nogueira, presidente do SAAE. O teste final da ETA, para atingir a vazão de 490 L/S – conforme contrato firmado entre a Prefeitura de Sete Lagoas e a empresa COLLETT Engenharia – é o grande desafio.

A atual administração do SAAE investiu cerca de R$ 5 milhões para que a água tratada não deixasse de chegar até Sete Lagoas, o que poderia ocasionar um colapso no abastecimento público. É projeto para este ano iniciar a construção de dois grandes reservatórios em Sete Lagoas, cada um com 10 milhões de litros/água; um no bairro São João e o outro na região Sul. “O SAAE é altamente viável. O que faltava para a autarquia está sendo suprido agora, com investimento em grandes reservatórios para levar água de qualidade e em quantidade para toda a cidade por meio da gravidade. Temos água no Norte da cidade e o desafio é levar até o Sul. O SAAE precisa de modernidade e a população vai ver que se trata – com todo o investimento que está sendo feito – da melhor companhia de saneamento que Sete Lagoas pode ter”, afirmou Leone Maciel.