Já são quatro os presos suspeitos de ataque a banco e assassinatos em Pompéu

Outros dois suspeitos de terem participado de uma ação criminosa que terminou com dois mortos e um gravemente ferido em Pompéu, na região Centro-Oeste de Minas, foram presos pela Polícia Militar, no fim da tarde desta terça-feira (5).

No ataque um policial militar foi morto e também um morador da cidade; outro policial ficou ferido/Foto: HDNo ataque um policial militar foi morto e também um morador da cidade; outro policial ficou ferido/Foto: HD

Um militar e um atendente de lanchonete morreram, após o bando, que estava fortemente armado, invadir a cidade, explodir uma agência bancária e atirar contra o quartel da PM. Um segundo militar foi baleado duas vezes e está internado em estado grave. Depois de passar por duas cirurgias, ele teve o braço direito totalmente amputado.

O cabo foi atingido por dois disparos de fuzil, que acertaram o braço e o abdômen. Os médicos aguardam o quadro se estabilizar para que uma nova cirurgia possa ser feita na barriga.

Na manhã desta terça, dois homens já tinham sido detidos em Moema (SP). Segundo informações da polícia, ao todo 15 pessoas participaram da ação e as buscas pelos outros suspeitos continua.

A PM informou, ainda, que o alvo dos criminosos era a agência do Banco do Brasil, no centro do município. Em três veículos, eles se dividiram em dois grupos, sendo que um foi em direção à agência e outro rumo ao quartel da PM.

Ao todo, já foram apreendidos três armas de pressão HT, uma Toyota Hilux, que foi roubada na cidade de Perdigão; um Fiat Palio Weekend Adventure, roubado em Belo Horizonte; um Fiat Strada, uma pistola semiautomática, calibre 7,65 mm; e um bornal com vários miguelitos.

Hoje em Dia