Estado fará campanha de vacinação contra sarampo e polio para todas crianças de 1 a 5 anos

A preocupação das equipes de saúde é que o sarampo, erradicado do Estado desde 2013, e a pólio, sem ocorrências desde 1990, voltem a atingir os mineiros
Estado fará campanha de vacinação contra sarampo e polio para todas crianças de 1 a 5 anos

Marcelo Prates/Arquivo

Para tentar garantir que 95% das crianças de até 5 anos estejam imunizadas contra sarampo e poliomielite, o Governo de Minas vai fazer neste mês de agosto uma campanha de multivacinação e atualização das cadernetas de vacina. A partir da próxima segunda-feira (6), todas as 4.076 salas de vacinação do Estado estarão aptas a receber os pequenos. Neste ano, todos os menores de cinco anos, até os que já receberam duas doses, devem ser imunizados.
Segundo o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde do Estado, Rodrigo Said, a medida está sendo tomada como uma forma de assegurar que Minas não tenha surto do sarampo. Atualmente, há 118 casos suspeitos notificados, sendo 55 descartados e 63 ainda em investigação.

A preocupação das equipes de saúde é que o sarampo, erradicado do Estado desde 2013, e a pólio, sem ocorrências desde 1990, voltem a atingir os mineiros, uma vê que a cobertura vacinal para as duas doenças não passa de 66%, bem longe dos 95% ideais. “Estamos fazendo um alerta para que os pais, mães e responsáveis levem os filhos pra vacinar, mesmo os que já vacinaram e mesmo os que estão sem o cartão de vacina. Tudo será verificado”, explicou Said.
Capacitação
Além da campanha, que vai até o dia 31/8, o Governo está promovendo a capacitação de profissionais da rede pública para lidar com um possível retorno das doenças. O objetivo é que eles não fiquem despreparados, uma vez que as últimas ocorrências aconteceram há muitos anos.

“Além de uma Web conferência em parceria com o Hospital das Clínicas para troca de informações, uma equipe viajará até o Norte do Brasil na próxima semana para colher experiências com as equipes médicas do Amazonas e de Roraima sobre como lidar com os casos”, informou Said.

As regiões do Estado com maior densidade populacional, como a Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Zona da Mata, o Triângulo Mineiro e o Sul de Minas são considerados os de maior atenção, pois o vírus do sarampo circula facilmente. O governo também recomenda que as pessoas que forem viajar ao Norte do País regularizem as vacinas num prazo de até 10 dias antes do embarque.
 hojeemdia